domingo, 17 de junho de 2007

Amor leve, flutuante

Revendo curvas cruas
No sapateio do meu ego
Nego más condutas, omito o credo

Bases de mim se foge
Parte do fim no começo
Relento distante do seu lado
Carinhos por “sim” ou - então - abalos

Querubim sem asas
Voa e quebra a cara, no chão!
Limpa esse azeite de oliva do corpo
Entorna-o no fogo, jocoso e infame

Curativos e roxos simétricos
Bonitas chagas, enfermidade lenta
Senta e agüenta, mas cura
Pura leva de sangue e tormento

Aproveite o chá, já!
Esquenta os ossos
Fome líquida que desidrata
Amor leve, flutuante...

Milagres não dão “oi”,
Esguia fatia do pranto
Nos prumos da calmaria, lance-se
Acalme os seus desapegos,
Beije-me e descanse

34 comentários:

Paula Negrão disse...

Aaah, o final foi o melhor! =)

beeijo, Xará.

sala awards oextase disse...

Nada como poder descançar e amr....Mas as balas voam perdidas,como as cabeças dos homens...O q será do futuro se hj é o seu início. Tal vez um milagre, quem sabe? Enquanto isso é buscar a paz,uma alternativa q não é FM.

Carlinha disse...

Todos falando de amor hoje (menos eu) mas, adorando ler...
Beijos!

Rynaldo Papoy disse...

Belo poema, Paulo.
Na verdade, gosto de ler só um livro por vez, mas é que leio meio "profissionalmente", isto é, sou obrigado a ler vários livros aos mesmo tempo. Mas sempre tem um ou outro que chama atenção. Abração!

Mariliza Silva disse...

Querido amigo blogueiro

O endereço do meu blog mudou: Favor atualizá-lo. Só o nome mudou, mas eu continuo a mesma!rsrsrs

http://tempodesaturno.blogspot.com

Beijão e depois volto para te curtir mais
Mariliza

Patricia disse...

ah obrigada. a perfeição das imperfeições, enfim.

amo poesia. nem preciso dizer que gostei muito. ainda mais do final, que convite, né.

lance-se.
pena que muita gente teme a queda.

bjão

borrowing me disse...

maravilhoso
suaves palavras antes de adormeçer...

boa semana

Lara disse...

Deus deve ter feito um cérebro diferente para os poetas...capaz de perceber nuances simples e transformar em palavras lindíssimas!
Adorei o poema!!!

Lara disse...

PS:
O endereço do meu blog mudou, agora é: http://www.lardalara.blogspot.com/
BJus

dindy disse...

Como falar de uma coisa, que não faço idéa?
Você meu amor, desde quando o conheci,digo que tu és de outro mundo.
Você escreve e descreve o que eu ou mas pessoas poderia sentir.
Escreve o que queremos ouvi.
Assim que eu me sinto, não tenho palavras...
Lindo!!!
Beijinhos...

dän disse...

nossa, q lindo isso...
ficou demais, adorei.
parabens!

Espirito da Lua disse...

Ola

Gostei muito ;)

Bj Lua

Bárbara P. disse...

Querubim sem asas pode ser um quase-demônio ladrão de almas?

Jana disse...

É as vezes precisamos só descançar...

Beijos

Elza disse...

Milgres não dão oi, adorei, vou raptar a frase pra mim.
rsrs..

boa semana.

=]

Fê Probst disse...

Bonito poema.
Apaixonante ;}

Aju disse...

Paulo, milagres nao dao "oi" foi o melhor trecho simplesmente espetacular, parabens kra, bom como sempre

Abraços

Mariliza Silva disse...

Paulo Paulo, quanta poesia corre em teu sangue, quanto lirismo!
E ainda tens coragem de me achar poetisa? Tem até vergonho perto de ti!rsrsrs

Adorei "Milagres não dão “oi”"

Beijão e some não

Mariliza

Moura ao Luar disse...

Beijo e cansaço... beijo não cansa, dá vontade de maisss :-)

Thiago Kuerques disse...

Cara...voce tem se superado

Parabens

Abraçao rapaz

Si disse...

sem muitas palavras..adorei! super beijo meu querido.

Adrian Masella disse...

Nossa Paulo!!!

Valeu MEEESMO pelo elogio la no blog!!!
Obrigado mesmo cara!!!!

Vou tentar manter o "nivel" dos posts!!!!

Abraço cara...se cuida!

Ácido Poético disse...

Muito bom...

Só faltou o trecho da Ministra Sexóloga Marta Suplicy.."Relaxa e goza.."

Parabéns!

Brunø

Vinícius Lírio disse...

.

usar as palavras de modo harmonico é dificil demais... por isso é tal gratificante encontrar gente que sabe fazer isso. :]

abraço

.

dän disse...

hehehe valeu paulinho! a brincadeirinha dos temas ja está no fim, o prazo para os temas ja era.. e eu só aceitei um por pessoa! sorry! rsrsrs.. o tema "relação amorosa entre primos" nao seria uma coisa que eu acharia SUPER LEGAL para escrever, nao! hahahaha... acho que eu negaria seu pedido de qualquer forma. Mesmo assim, obrigada viu... adoro seu blog e vc é sempre muito legal. Beijao!

zana disse...

eu não escrevo textos longos pois eu não tenho esse dom maravilhoso como vc...adorei seu post bjus

Ju Lua...sobrenome indefinido até alguém ter coragem de me dar o seu! disse...

O aconchego de dois braços macios são mais que alento pra alma, são fogo vivo abrasando o coração!
Bj de lua...

Cida disse...

Belíssima poesia! Querubim sem asas... Que dor! Faça um milagre, restitua-lhe as asas depois do beijo e do descanso. Beijos de borboleta para um excelente poeta. Uma linda 3ª feira e uma semana maravilhosa.

©õllyß®y disse...

O amor é leve, leve como uma suavre brisa doce e perfumada...

meu doce beijo e meu rastoooo

Kah disse...

Nossa, lindo poema moço!!!Gostei da parte do querubim sem asas, me sinto assim,quebrando a cara!Estava com saudades de ti, tava difícil achar um PC prá mim.Voltei.Um beijo e lido resto de semana!!!

Dhyana disse...

Gostei do poema, o último verso é genial.
Beijo...

B. disse...

Estou precisando ouvir coisas assim... sabia? Além de descansar também.

Indiquei-te para dois prêmios, por puro merecimento. Espero que gostes. :)

Lais Mouriê disse...

Muito bom, Paulo! Parabéns!

Bjos

Dindy disse...

Explêdido, como sempre...
Sem palavaras ou muitas palavras...
Não sei bem.
Se cuida!!!
Muito complexo para meu entendimento. Rsrsrsrrs...
Beijos...