quarta-feira, 9 de abril de 2008

Não vendo

A texto abaixo é uma resposta ao post do dia 30 de janeiro
O que ficou pra trás não volta. Não acredito no amor em forma cíclica. Para mim, você não existe mais, virou átomo obsoleto. Até a poeira que respiro possui mais significado que as recordações onde sua figura é constante. Com relação ao Martini, só posso te dizer que as sensações causadas em mim pelo álcool foram e são infinitamente maiores do que quaisquer prazeres que um dia você pensou ter me proporcionado. Sabe, às vezes a solidão brinca de companheira só para se fazer de transparente e, com isso, ludibria-nos até o esquecimento da existência dela própria. Esquecimento este, para o seu pesar, mentiroso. Um aviso: curta a solidão enquanto estiver só, porque eu tive que aproveitá-la, amargamente, da pior maneira: contigo. Paradoxal? Não. Apenas triste. Desta vez eu não cuspo você, mas em você. Este sim será o único jeito de sentir novamente o gosto de minha saliva.

59 comentários:

°Renata° disse...

aêêêê... estávamos esperando atualização!
Beijo Beijo.
Vê se não some.

Sentimental ♥ disse...

Gostei daqui, ainda não li tudo, mas prometo ler...
Parabéns pelo gosto musical, adorei.
beijos

Camilinha disse...

hahaha... muito bom!!!

por um momento me senti dona do teu texto, perdoe-me. Mas essa história de sentir-se sozinho com alguém...aff... uma constante...

beijos daqui...

Vida em Palavras disse...

Nossa você escreve de uma forma forte!! Dá até para sentir um pouco do sentimento que transformou-se em palavras.

Ana Cláudia Zumpano disse...

Heyyy...
que bom vc lá no meu BLOG! Eu tbm quero meus treze anos de volta! rsrs mentiraaa eu estou adorando ficar mais velhinha!
Olha, como é ruim se sentir só do lado de uma pessoa, é melhor estar acompanhado da solidão mesmo, com os livros e tudo mais. Adorei teus textos... "Não acredito no amor em forma cíclica."
Prazer, Paulo! Vou linkar vc lá no BLOG p poder te visitar sempre!
bjos ;*

Ana Cláudia Zumpano disse...

ahhh... e as mulheres também são assim: sempre tentam ir além do que os olhos podem ver!

Tudo ou nada ... disse...

C A R A C A S ... realmente ñ gostaria de ser a pessoa para quem direcionou esta resposta, ñ mesmo.
Quando eu crescer quero escrever assim tbm rsrs
Grande abraço

nj.marabuto disse...

rascante esse diálogo. impossível de passar impassível!

esse negócio de se sentir só ao lado de alguém que tenha um amor verdadeiro e incomensurável a oferecer é um mal do qual padecem as pessoas que não sabem ficar sozinhas...

na carência, são negligentes consigo mesmas e levianas com os sentimentos dos outros. pra esse tipo de pessoa eu diria — "não tenho troco: cospe pra cima pra ver se esse muco ébrio faz a assepsia da tua cegueira".

abração
linka-lo-ei (rs)
_______
ps.: sorriso largo nos olhos quando li o que escreveste sobre meu comentário no blog da camila!

- BiAaaAah* disse...

Triste, mas profundo!
Adorei as palavras e fiquei com pena do destinatário!

Lih disse...

nossa... adorei esse texto... realmente tem a ver com o que estou passando......

bjos bjos!!! =/

Raysla Camelo disse...

Quaaaaanto tempo!

E, pra mim, geralmente também é assim: o que foi, foi!

Beijo.

Paloma disse...

É triste, mas há um momento em que é preciso cuspir e seguir em frente. Não basta a indiferença, dá muito trabalho permanecer indiferente à dor. Tem que pisar nela!
Bela resposta!

júlia faria disse...

obrigada pela visita! adorei o comentário! =D

muito bom seu texto! e eu tbm acho que o que ficou pra trás não tem mais volta.

bjo

Cinthia disse...

Nossa, doeu em mim...sobretudo depois daquele incorporação ao JL.

;)

Também gostei daqui.

É...instigante.

Beijo.

Bruh Fontana disse...

Retribuindo a visita...Obrigada pelo comentário! Vou visitar teu blog mais vezes...!

Abraço

Thiago Kuerques disse...

Quem é pior? Ele ou ela?
Muito bom. Vê se não desaparece.

Encontrei a Karent outro dia aqui. Foi rapido mas matei saudades de voces por tabela tambem.
Teu tel é o mesmo?
Abraçao

Menina do Rio disse...

Este martini ainda está surtindo efeito!...

Espero que tenahs saboreado bem a torta de maçã na madrugada chuvosa!

um beijo

Kaka disse...

Um dia arrumo coragem e mando um texto desse pra uma pessoa aih, você simplesmente traduziu meus pensamentos mais profundos sobre uma pessoa!
A-D-O-R-E-I !!

Ahh, obrigada pela visita e pelo comentário!
Sabe o que é pior?!
Nem sei se meu amigo gostou ou o que achou!

beijoooo

Robertiinha disse...

Oi, tudo bem?
Você comentou no meu blog
http://www.eternoloading.blogspot.com

Mudei o domínio
http://www.robertaribeiro.wordpress.com

Desculpe a demora! Os posts continuam os mesmos rs

Obrigada pela visita!

Beiijos

Camila disse...

TExto muito profundo gostei, as vezes é dificil esquecer alguem, mesmo que esta pessoa so nos tenha feito sofrer...
bjaoo

LuzdeLua disse...

As vezes é assim mesmo. O que não dá é pra ser sempre assim. Então, a esperança vem a nos impulsionar.
Passando, deixo um abraço amigo e bons desejos pra semana.

Si disse...

Lendo por alto, pareceu-me uma atitude um tanto cruel o “cuspir em você”. Entretanto, para aqueles que, mesmo ao lado, nos fazem sentir sozinho a indiferença é pouco.

Quanta intensidade. Estou aqui embevecida com seu blog. Bom demais!

Beijos, moço. E flores.

Ciro Hamen disse...

E aí Paulo, tudo bem? Que bom que fiz vc se interessar por Twin Peaks. Eu cheguei a baixar alguns episódios na internet há um tempo atrás, então sei que tem. Mas não gostou de assistir as coisas no computador. Prefiro um DVDzinho mesmo.
Gostei do blog. Ótimos textos. Gostei deste em especial.
Abraços!

Bia disse...

Vim agradecer tua visita ao meu espaço e também conhecer o teu. Do que pude ler, agradou-me muitíssimo tua forma clara e direta de tocar em assuntos tão variados, e a maneira sensível quando falas sobre relacionamentos. Fui lá no início e pude ver que em 'Fechando os olhos' já dava para perceber que estava sendo criado um blog de excelente nível que faria abordagens interessantes de se ler. As duas últimas postagens ficaram perfeitas, fazendo aflorar em quem lê a mesma sensibilidade com que foram escritas.

O único senão que encontrei está justamente na demora entre as postagens (rs), um espaço enorme e (in)justificado para quem escreve tão bem e já cativou tantos leitores/amigos.

Deixo pétalas e sorrisos para enfeitar teu final de semana, bem como um beijo no teu coração, com amizade.

Zé Carlos disse...

Ah! muito bom...
Obrigado pela passagem...
Venha sempre que o café é bom.
abraço, Zé

Bárbara (B.) disse...

"Desta vez eu não cuspo você, mas em você. Este sim será o único jeito de sentir novamente o gosto de minha saliva."

Quanto rancor, quanta maldade. O oposto do amor romântico do post passado. Só você pra ser primoroso em qualquer tipo de escrita, ao descrever qualquer sentimento. Só você.

Vê se não some mais.

Beijo meu.

Juliana Caribé disse...

Visceral. É a palavra que me vem à cabeça ao ler seu texto.
Essa solidão a dois é horrível e eu já pude senti-la. Mas concordo com o marabuto, a gente sente essa solidão porque não sabe vivenciar a nossa própria.
Não satisfeitos em responsabilizar as outras pessoas pela nossa felicidade, responsabilizamo-nas também pela nossa dor e solidão. E, muitas vezes, somos nós quem as impedimos de nos fazer companhia.
Adorei o texto!

Beijos.

Segunda a Sexta disse...

Ótimo texto.

A questão não é ter, e sim lidar.

Até.

nj.marabuto disse...

;) po to virando até nota de rodapé rapaz! hauehuaehueaa

brincadeira! tive que censurar a foto do cartão, a remetente num gostou da exposição. tomara que tenha gostado da declaração pelo menos. abração e atualiza isso!

flw

DanieLa Pereira disse...

Gostei do texto, como se fosse espelho da minha situação.
Por varias vezes esquecemo-nos q antes do 'TU' e do 'Ele' , vem a primeira pessoa do singular, 'EU'


:)

Beijo *

Vinicius disse...

caramba cara rs...
tira o odio do seu coração...

Drica disse...

nossa q post mais forte, hehehe! mas as vezes algumas pessoas merecem coisas deste tipo, hehehe! obrigada pela visita em meu blog, volte sempre! bjao! :D

Bia disse...

Não encontrando nova postagem para encantar meu olhar, estou deixando sorrisos, pétalas e beijos, no desejo de que estejas bem.

parayba disse...

VOLTEI SEU LOUCO!

Sobre o post, seja lá o que for eu espero que tenha cura!

Abraços
Michael Meneses!

Dindy disse...

Meio nojento essa historia de saliva, de cuspe. Mas um texto facinante, digno de um autor de romance...
Te amo!!!
Feliz aniversario...
Beijinhos...

nj.marabuto disse...

volta a escrever, garoto! teus contos são iradíssimos. rs

abraço

Ácido Poético disse...

É... a vida é um paradoxo! Está sumido, hein?
Eu também... correria cotidiana não é mole...
Abraço!
Brunø

Shi disse...

Olá!

Queria parabeniza-lo. Sua escrita é belíssima e tem forma verdadeira, deu até um leve arrepio na nuca quando li.

Confesso a ti que descobrir seu blog agora a pouco e o devorei muito rápido...(risos!)

Eu adoro ler, tem até alguns blogs que sempre frequento. Já tentei criar um blog pra mim, mas por motivos pessoais, resolvi não fazer ainda, tô precisando de uma empolgação.

Parabéns! não pare nunca.

Beijocas, Shirley


PS: Vou deixar contigo o endereço do meu e-mail, quem sabe possamos trocar alguma ideia.

Shi disse...

shisantos@gmail.com

Sonia Regly disse...

Caramba!!! Vc escreve muito bem!!! Vim te convidar para conhecer o Compartilhando as Letras, sua visita muito me alegrará.www.compartilhandoasletras.blogspot.com

Sr. Personna disse...

Recordações rancorosas demais!

Luna Gandra disse...

por isso que se diz que quem ri por ultimo rir melhor. você se saiu por cima, hoje quem não quer a salliva é você. e bom dar a volta por cima, você começa a ter uma auto-estima mais elevada.
parabéns ^^

Scarlett disse...

Gostei muito do seu blog..
parabéns !!!

Nimbus disse...

Solidão ao lado de outro. Sim, eu conheço essa sensação e é horrivel. Com certeza melhor aproveita-la sozinha.

Nao sei o quanto dura a solidão, mas sei que depois de um tempo ela para de doer.

Faz algum tempo que voce passou no meu antigo blog, e por uma vontade dos Deuses, hoje eu resolvi voltar la, e vi.
Resolvi vir.

A benção dos Deuses!
Beijos

=*

karla disse...

nada pior do k se sentir só na companhia de alguém, sentir esse frio do vazio estando acompanhado.....

PequenAprendiz disse...

Sentir-se só estando com alguém demonstra o quanto a outra pessoa nada tem a nos acrescer, então pra quê?
Gostei muito da sua verdade nua! Lhe favoritei pra facilitar o retorno.
Bjs

The Rocks disse...

Nossa cara...
Essa revolta, eu sei como é
Mas isso passa.
Bom , valeu por passar no blog e foi mal demorar tanto pra responder.
Abraços

dindy disse...

Profundo, assim como todas as coisas que escre, decreve ou mesmo sente... Como sempre... Meus parabéns. Caso não queira seguir a carreira de jornalista, saiba que sera um belo escritor.

Obs: Esse troço de cuspir é meio nojento... RSrssrsrsr.

Te amo!!!

Beijinhos...

Olhos de mel disse...

Forte seu texto! Muitas vezes nos sentimos assim. Existe coisa pior que a solidão acompanhada? Poxa triste e lamentável!
Bom fim de semana! Beijos

Olhos de Mel disse...

Passando para lhe ver e desejar um bom fim de semana!
Beijos

Marina disse...

Violento e incisivo. Também decisivo.
Como você, não acredito em amor que vai e volta; mas não sei se teria coragem de dizer isso para alguém.

Isso = "suma!"

Tenho que deixar de ser tão educada.

Abraço!

Ellen Regina disse...

Milhões de pessoas q conheço deveriam decorar essas palavras, srsrsrsrsrs
um beijo.

Luciana disse...

Eu não li o Outro Post,(Pense numa pessoa agoniada,pensou?EU)porque queria comentar logo esse.HE HE HE
KARAKA!!!Se alguém falar isso de mim um dia eu matooooooooo "Com relação ao Martini, só posso te dizer que as sensações causadas em mim pelo álcool foram e são infinitamente maiores do que quaisquer prazeres que um dia você pensou ter me proporcionado." JURO QUE MATO!
É verdade mesmo?A guria é fraquinha assim?Tive vergonha alheia rs rs
E vc não deu mole hein!PEGOU PESADO " curta a solidão enquanto estiver só, porque eu tive que aproveitá-la, amargamente, da pior maneira: contigo. "
So pro seu conhecimento:Mulher Brasiliense não é mole assim não ta?! rs rs

kami disse...

Estava passando e li o seu texto e não pude deixar de comentar...
Que lindo, de uma tristeza infinta, mais ainda assim efêmera, já que pelo que li, já passou!
Sabe que o mais importante de tudo é saber sair das situações em que se entra, e vc sai dela com uma dignidade admiravel, queria um dia poder dizer tudo isso tb... mais a minha solidão, de certa forma, me mostrou outra lição,acho que tão importante quanto a sua, mais um pouco menos inspirativa....

Adoooro!!!

Bjusssssssss

Humana disse...

Olá Paulo,
não sei o que se passou mas deu erro e disse que duplicou a publicação.O certo é que o meu comentário não apareceu.
Quero dizer-te que gostei muito do teu blog, que gostei mais do Paulo deste texto que do dia 30 e que ninguém merece migalhas.
Este texto é forte mas muito autêntico e sentido.
A vida continua e o caminho é em frente.
Como sonhadora e sentimental que sou, sinto-me muitas vezes incompreendida mas não desisto.Lol
As maiores felicidades e agradeço a tua visita e comentário.
Estás nos meus favoritos e voltarei sempre.
Beijinhos

Maria disse...

Gostei muito do que li, vou voltar...

BelaCavalcanti disse...

:)
BEIJO.

Annanda Galvão disse...

"só posso te dizer que as sensações causadas em mim pelo álcool foram e são infinitamente maiores do que quaisquer prazeres que um dia você pensou ter me proporcionado. "

ahhh perfeitooo!!!=)

eu disse...

A solidão é companheira de muita gente vivida e sentida de maneira diferente, este texto mostrou uma das mil e uma formas de a viver,viver a solidão em busca de companhia pode ser uma perda de tempo se julgarmos que ela é nossa companheira